terça-feira, 13 de setembro de 2011

Espelho, espelho meu?

Quando eu era pequena eu tinha um espelho mágico que sempre me dizia que existiam muitas meninas mais bonitas do que eu. O meu espelho era mau, egoísta e só pensava em outras pessoas que não era eu, a sua dona. Mas, eu tinha a esperança que um dia aquele espelho ia me olhar de maneira diferente. O tempo foi passando e outras pessoas foram entrando na mente daquele espelho malvado. Ele nunca disse que eu era a mais bonita, ele nunca me chamou de bonita. Aquele espelho, só via meus defeitos e dizia que eu era motivo de desgosto. Aquele espelho me dizia que tinha vergonha de mim. O tempo passou mais ainda e ele só sabia me criticar. Falava mal dos meus amigos, me colocava pra baixo, falava mal de mim etc. Um dia, eu resolvi tirar esse espelho do meu quarto, pois ele estava me fazendo mal. Na verdade, tudo o que eu queria era um pouco de atenção daquele espelho. Pois eu nunca quis ser bonita mesmo. A beleza exterior é algo superficial demais. Mas, aquele espelho foi despachado pra longe de mim. Não quero mais ele. Agora, que eu não tenho mais ele perto de mim, resolvi dar valor as coisas que realmente importam e que fazem diferença na minha vida. E pra falar a verdade, sou eu quem sinto vergonha de ter sido dona daquele espelho que de mágico não tem nada. 
Postar um comentário