quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Acontece, né?

O que eu mais gosto de fazer é escrever. Ler e escrever. Ler, escrever e ver filmes. Ler, escrever, ver filmes e navegar na internet. Bom, faz o fato é que às vezes a gente não consegue fazer o que mais gosta. E hoje eu estou me sentindo inútil. Isso mesmo. Eu não consigo escrever sobre nada que me agrade. Nem sobre livros, nem sobre imaginação, nem sobre a Alice e o Peter. Acho que falta inspiração. Ou motivação. Ou sei lá o que. Então resolvi compartilhar com vocês essa dificuldade encontrada na minha vida. Porque acredito que um dia todo mundo se sente, ou já se sentiu assim. Parece que meu cérebro está preso e não funciona. Até para escolher estas poucas palavras está sendo difícil. Fazer o que a gente gosta, nem sempre é fácil. Muitas vezes, a estrada é cheia de pedras, buracos e escuridão. Mas, aprendi que devemos ser fortes e persistentes para conseguirmos alcançar nossos objetivos e acertar os passos desta linda caminhada que chamamos de vida. Então, espero que me perdoem e entendam que hoje eu pisei num precipício e não consegui sair de lá para escrever para vocês.   
Postar um comentário