sexta-feira, 1 de julho de 2011

Minhas Mãos

Para : Raskólnikov - Crime e castigo (Fiodor Dostoievski) 

Estou trancado aqui
Eu e minha confusão
Será que já sabem eles
O que fizeram minhas mãos?
Não há provas que indiquem
Que o culpado seja eu
Se todos aqueles indícios
O destino o perdeu.
Serei eu um monstro
ou seria vítima, então?
Sei que ninguém sabe o que fiz
Mas me olhando eles estão.


Camila Silvano Dez/07 
Postar um comentário