terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

A menina do final da rua


No final da minha rua tem uma casa velha e sombria onde mora uma garota muito estranha. Ela é simpática, educada e inteligente, mas é muito tímida. Não! Acho que ela é reservada. Não a vejo  com outras pessoas, nem saindo para passear. Ela tem até um aspecto anêmico, deve ser de tanto ficar trancada em casa. A impressão que eu tenho é que é uma guria muito solitária. Acho que ela não tem amigos. Eu até gostaria de uma aproximação, mas os vizinhos dizem que não é fácil manter contato com ela. Dizem também, que a casa em que ela vive parece mais um barraco abandonado, pois não se ouve nenhum barulhinho que venha da casa. As crianças mais jovens têm medo de chegar perto da casa no final da rua. Dizem também, que a menina é um fantasma. Ora! Que bobagem, um fantasma. Pobre menina. Tão indefesa e inofensiva e virou motivo de lendas e crendices para a comunidade. Coitadinha da guria e seu único pecado foi se excluir do pessoal da rua, da escola e da sociedade e não aceitar a minha amizade.
Postar um comentário