segunda-feira, 19 de março de 2012

Passarinho.


Sou um passarinho.
No diminutivo mesmo.
Porque ainda sou filhote
E não aprendi a voar.

Minha cabeça está sempre no vento
Ou talvez
Ela seja feita dele.

Frágil
Livre
Mas, todo mundo tenta me colocar numa gaiola
Dizendo que vai ser melhor assim
Que vão cuidar de mim.

Mentira.
Um pássaro tem asas
E precisa sair voando
Sem rumo
Buscando sempre
Um lugar melhor.
Postar um comentário