sexta-feira, 16 de março de 2012

Gaiola.


Há uma gaiola
Guardando minha alma
Trancafiada
Sou refém de mim mesma.

E eu,
Só queria saber voar
Ganhar os céus.

Não queria
Quero

Tanto
Desprender minhas asas
E voar
Pelos ares
Sem rumo
Sem destino
Sem cansar.

Eu sei
Vou alcançar
A liberdade
E pra trás
Vou deixar tudo o que vi
O que vivi
Parada na minha gaiola.
Postar um comentário