terça-feira, 2 de agosto de 2011

Essa rua

Aqui nessa rua que não é minha
Aqui nessa rua que não pertence a alguém
Estão querendo tomar posse do Poder
Aquele, que não pertence a ninguém.

Aqui nessa rua que não há donos
Estão todos em guerra por um pedaço de pão
Aqui nessa rua onde há tempos o sol não nasce
Mora pobreza, desgraça e desilusão.

Aqui nessa rua movimentada
Pela morte, pela sede, pela fome de cidadãos
Já não existem mais amor, carinho e compaixão
São todos obrigados a viver em guerra
Por um pedaço de terra
Por um pedaço de pão
Aqui nessa rua em que mora
A minha eterna depressão.

5/12/09
Postar um comentário