quinta-feira, 15 de agosto de 2013

A vida não é precisa.

Nunca fui uma daquelas pessoas que planejam a vida. Talvez, isso seja um erro. É que, vocês vão concordar comigo, é mais fácil viver o hoje como se ele fosse o último dia.  E quem leva esse “estilo de vida” tem mais chances de cometer erros ou ações das quais vá se arrepender depois de um dia, uma hora, um minuto... Comigo não seria diferente. Já cometi muitos erros em minha vida. E com você também, afinal, ninguém é perfeito. Mas, acredito que a pior parte de tudo isso acontece depois de algum tempinho: a dor do arrependimento e a sensação de ser a pior pessoa do mundo.

Estou, há alguns dias, refletindo algumas ações que foram boas, no momento em que aconteceram, mas que, provavelmente, trarão consequências ruins.
Só que dessa vez não vou me abalar. Os erros, nem sempre, são apenas nossa culpa. E sei que tudo o que acontece é um resultado de alguma coisa que fiz ou deixei de fazer.
A gente é de um jeito e as pessoas não gostam. A gente muda e as pessoas não gostam também. Então, vou ser eu mesma e tentar viver. Estou confusa sobre o que fazer agora, por isso, cito e sigo o poeta do pagodinho, e grito: “deixa a vida me levar... sou feliz e agradeço tudo o que Deus me deu.”
Aliás, uma vez na faculdade, o professor disse que “A vida não é precisa. Mas viver é preciso.”
Então, já que nem sempre as coisas acontecem como queremos, vamos viver com a certeza de que o cara lá de cima tem algo de especial reservado pra gente.


Ah, mas essa semana aconteceu uma coisa muito boa. Estou tendo uma nova oportunidade profissional. E, dessa vez, acho que me encontrei. Agora, é correr atrás e ser uma profissional cada vez melhor. Pelo menos, nesse lado da minha vida, tudo está dando certo.


Mas, e aí... Você, já fez algo que tenha causado arrependimento ou confusão?
Postar um comentário