segunda-feira, 24 de junho de 2013

Uma conversa com Alice.

Falei com Alice. 
Olha, fazia tempo que eu não parava pra conversar com ela. 
Como ela tá? Ora, sempre naquela maluquice de seguir o coelho de relógio. Quando contei isso para uma pessoa conhecida, ela disse: “Vê se pode! Essa menina não cresce? Fica inventando essas coisas para chamar a atenção.” 
Não, não é bem assim! 
Alice, bom... Ela é curiosa, criativa, destemida, bondosa, enfim... Alice tem muitas qualidades, assim como qualquer criança. Muitas vezes, ela também se perde em seus pensamentos. Fica apreensiva. Será que sou isso, será que sou aquilo? 
Na verdade, vocês sabem... Alice é uma eterna menina. E cada um de nós em uma Alice dentro da gente. Isso mesmo! O que acontece é que muitos de nós matamos essa criança interior ou deixamos que ela se torne um adulto chato.


Não, eu não falo para você não amadurecer. Muito pelo contrário! Cresça, mas, sempre que precisar, volta àquele país das maravilhas que você vivia quando era criança de verdade e deixe a sua Alice interior viver sempre com você. 
Postar um comentário